13 de mai de 2012

Então Chega o fim




Lembra do dia em que nos conhecemos? Pois é, aquele foi o meu começo. Foi o início de tudo. Conheci o amor quando conheci você. Conheci a felicidade, a saudade, a vontade. Olhei para dentro de mim e conheci a garota que você dizia ser perfeita. Aprendi a gostar de mim, então. Aprendi a adorar os filmes de romance, a enxergar corações nas nuvens, apreciar as estrelas. A entender a beleza das coisas simples. Comecei a ouvir a nossa história em todas as músicas de amor. Até ler poemas eu li, e escrevi… Quem diria?
Lembra do dia em que tudo começou a dar errado? Eu aprendi a perdoar, a entender, a enxergar. Comecei a querer ter você todos os dias, todas as horas, o tempo todo. Comecei a querer ter você só para mim, mais ninguém. Aprendi a controlar essa vontade, esses ciúmes. Aliás, só aprendi o sentido de ciúmes com você. E entendi que um abraço pode curar uma dor, e que às vezes só ele basta.
Aprendi a fazer planos, a sonhar alto. E também que os melhores momentos são os inesperados. Com você, aprendi a voar e a manter meus pés no chão. Aí, descobri que não existiria vida sem você. Que tudo que eu era, dependia de você. Tudo que eu tinha aprendido, só fazia sentido se fosse com você.
E então eis que chega o fim. Inevitável. O nosso fim, o fim da gente. Fim de uma coisa só. Daquilo que me fez enxergar o mundo, aprender sobre tudo, conhecer a vida. Mas não é o meu fim, ah, isso não! O que eu aprendi vai ficar aqui comigo. E eu vou seguir, mesmo que ainda exista um pedacinho, ou uma grande parte de você em mim. Mesmo assim, ainda vou seguir. Pois o nosso fim não é o meu fim, é só o fim da gente. Só isso. E vai passar…
por depoisdosquinze.
                                                                                                                           ThaysaR.

Nenhum comentário:

Postar um comentário